• JFS Engenharia e Consultoria

Um liderado também deve ser protagonista



É comum que, ao longo da nossa vida, desempenhemos dois papéis, de líder e de liderado. Há momentos que somos líderes; em outros somos liderados. Depende do contexto e do nosso desempenho. Quase sempre se fala do nosso papel de líder. Pouco se pensa sobre como ser um bom liderado.


O senso comum diz que um liderado exemplar é aquele que obedece às ordens sem questionar. Mas, é claro que, ser um bom liderado é mais que isso. Ser membro de uma equipe onde não se é o líder é desempenhar o papel de um elo forte, que não irá se romper no processo. É entender orientações, ser humilde, dedicado, solidário, ter iniciativa, proatividade, criatividade e gana por atingir as metas do grupo.


Para ser um bom liderado, a primeira dica é sair do papel de vítima e se dedicar ao seu cargo, não importa qual ele seja! Além disso, há outras coisas importantes. Confira:


SER HUMILDE: esteja pronto para ouvir críticas negativas, o famoso “feedback”. Encare sempre como algo profissional e não pessoal. Avalie o que lhe foi dito pelo líder, classificando como “concordo”, “discordo”, “concordo ou discordo parcialmente”. Não precisa discutir. Apenas aceite e mude no que você precisa mudar. Lembre-se: profissionais humildes são os que alcançam os melhores resultados.


SER PACIENTE: a tecnologia nos trouxe muitas coisas boas; mas uma das coisas ruins que ela introduziu em nosso comportamento foi o imediatismo. Queremos tudo prá já! Se demorar cinco segundos já nos irritamos. A vida não é assim. Há coisas que necessitam de tempo para amadurecer. Então tenha paciência e cultive o hábito de contemplar o avanço gradual das coisas.


EXCELÊNCIA SEMPRE: se vale a pena fazer algo, então faça-o bem feito. Mesmo que você não seja valorizado, faça o seu melhor! Saiba que isso é uma semente poderosa que dará frutos mais tarde. O “over delivering” nunca representará prejuízo a médio e longo prazo.


SER EMPÁTICO: Cultive a sensibilidade de perceber as emoções e situações que os outros expressam ou passam. A pergunta mais poderosa de um liderado é “como eu posso ajudar?”. Assim você cultivará boas relações com seus colegas e seu líder.


NÃO FALE MAL DO LÍDER: reclamar parece ser parte do DNA do ser humano! Reclamar do chefe ainda mais! Mas cuidado com esta atitude. Reclamação não resolve problemas, ao contrario, os aumenta. Se não concordar ou não entender o que o seu líder solicitou, questione e pergunte. Se ele não estiver certo, alerte-o de forma respeitosa. Se ele acertou, reconheça.




“Na JFS incentivamos a todos a serem dedicados, competentes, motivados e contribuírem com seus talentos para o sucesso da equipe. Seja líder ou liderado, cada um tem seu papel e ninguém é essencialmente melhor que o outro, mesmo que, no processo, um precise prestar contas ao outro. O melhor liderado é aquele que não quer ocupar o lugar do líder, mas que domina e cultiva o seu espaço de forma que o time cresça mesmo que o líder tenha falhas”, diz José Fernando Veloso dos Santos, fundador e diretor da JFS Engenharia.



(Adaptado de https://manifesto55.com/precisamos-de-uma-escola-de-liderados/)


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo