• JFS Engenharia e Consultoria

Você já ouviu falar de “nuvem de pontos”?



Quando ouvimos a palavra “nuvem”, além do sentido literal, outro conceito que se forma na mente é o de armazenamento de dados num provedor distante do nosso computador, acessado pela internet.


Porém, aqui na JFS Engenharia, a palavra “nuvem” tem outro sentido; ou melhor, aqui falamos em “nuvem de pontos”. Esta é uma tecnologia de ponta utilizada para dar mais exatidão e precisão aos projetos.


O que é a “nuvem de pontos”?


Como o nome diz, a nuvem de pontos é um conjunto enorme de pequenos pontos – milhões deles – que, como na nuvem atmosférica, juntam-se e formam objetos e estruturas. Estes pontos são criados a partir de um scanner laser 3D. Ele varre e captura um ambiente com coordenadas X, Y e Z, identificando diferentes formas e tipos de materiais. A luz se modifica conforme a distância e a densidade do material que está sendo medido. Ao se mover, a luz do laser marca o ambiente com pequenos pontos de forma que, ao final do escaneamento, o conjunto de milhões de pontos, cada um com informações específicas, formam a base para a criação de um modelo em três dimensões.


Esta tecnologia se presta muito bem para levantamentos topográfico de regiões, mapeamentos geológicos, captação de estruturas para registro de patrimônio histórico, monitoramento de estruturas para identificar desgastes. Aqui na JFS, utilizamos a nuvem de pontos como um grande suporte aos nossos projetos, quando ela está disponível é possível ganhar tempo no levantamento de campo, ou até mesmo excluir sua necessidade em alguns casos, além de aumentar a precisão e rapidez para o desenvolvimento de um projeto ou no as-built das instalações.


Por que utilizar a nuvem de pontos?



Há muitas vantagens nesta tecnologia, como evitar a perda de tempo na construção de modelos 3D as-built, dar muito mais precisão para a visualização em 3D do projeto e também para avaliar os desvios na obra durante sua execução. Isso evita fugas do projeto original, erros e desperdícios em cada etapa da construção. Com a nuvem de pontos gerada pelo laser é possível comparar o projeto com o que está sendo feito na obra

Normalmente a nuvem de pontos será exportada para outros softwares para que seja trabalhada a partir do modelo BIM (modelagem da informação da construção). Assim, a partir da nuvem de pontos, mesmo uma edificação que tenha apenas plantas baixas ou em 2D, ganham rapidamente sua modelagem em 3D.

Resumindo, a nuvem de pontos aliada aos projetos BIM gera economia de tempo e dinheiro para quem cria e para quem executa o projeto, porque ela evita erros, esforços desnecessários e retrabalhos.


Quer saber mais?




Nós da JFS Engenharia estamos prontos para dar mais detalhes desta tecnologia e, principalmente, auxiliá-lo na execução de seu projeto, seja ele na construção ou reforma/ampliação de sua indústria.

Teremos prazer em conversar com você sobre isso. Consulte-nos!



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo